Os Alambiques de Paraty

Seis alambiques participam desta edição do Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty.  A expectativa é de vender de 150 a 1000 litros de cachaça artesanal para um público de 20 mil pessoas.

O Engenho Coqueiro na fazenda São João produz desde 1803.  Seu carro-chefe é  a Gabriela. Angela, coordenadora do alambique  aprovou a mudança do nome do Festival.

O Alambique Maré Cheia, no Morro do Jacú, no bairro do Corisco, tem mais de 15 anos de estrada e  também aprovou a mudança.

O engenho Corisco, discordou da mudança  de nome do evento prefere “Festival da Pinga” mais tradicional na cultura da cidade.

O Alambique Paratiana, no bairro da Ponte Branca, produz  cachaça desde 2000.  A cachaça que faz mais sucesso  também é a Gabriela.

O Engenho d’ Ouro na estrada Paraty-Cunha  produz  há 10 anos.

O Engenho Maria Izabel no bairro do Corumbê  produz  há 14 anos. Maria Izabel é a única mulher alambiqueira do Brasil.

Anúncios
Esse post foi publicado em Eventos 2010. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s