Na mesa com Verônica Stigger e Ignacio Loyola Brandão

Hoje de manhã aconteceu um bate-papo com os escritores Verônica Stigger e Ignacio Loyola Brandão, com mediação de Themilton Tavares.

Loyola contou que começou a escrever para chamar a atenção, pois se achava muito feio e esquisito para fazer isso de outra maneira.

Foi durante a aula de uma querida professora que Ignácio reescreveu o final da Branca de Neve, onde ela se vingava dos anões e eles morriam. Seus colegas de classe gostaram e, a partir daí, percebeu que a literatura estava em seu caminho. Muito divertido, Loyola fez o publico rir com suas divertidas brincadeiras.

Verônica Stigger, por coincidência, disse que também teve uma experiência com a Braca de Neve, quando uma professora fez uma peça em inglês onde ela era o espelho e, no final, por desistência de outra colega, conseguiu o papel da bruxa.

Verônica falou de diversos trabalhos que fez, além do mais recente, o projeto Pré-Histórias, que reúne frases anotadas em seu caderninho. A artista pretende escrevê-las em pequenos cartazes e espalhá-los pela ruas de São Paulo.

Por Rafaela Marsico

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s