CineZona no Cine Clube Paraty

No mês de outubro o Cine Clube Paraty realiza sessões de cinema na Casa da Cultura e na Sala IPHAN.

Antes dos longas, na Casa da Cultura, você vai poder assistir os curtas produzidos pelos flipzoneiros: Caiçara de Raça (animação selecionada para a o Video Forum da Mostra Geração do Festival internacional de Cinema do Rio 2011), Sem Você, Jane – uma caiçara do século XXI e Meus Caminhos.

Sem falsa modéstia, estão MUITO bons!

A programação está repleta de documentários organizados em Mostras temáticas. Confira!

CASA DA CULTURA
Terças-feira às 20:00h

4 de outubro
Mostra Arco Íris apresenta ALMAS GÊMEAS (Heavenly Creatures)
direção de Peter Jackson (Nova Zelândia – 1994 – 1h38min – 16 anos)
DRAMA

Nova Zelândia, 1954. Duas jovens fazem amizade que se torna uma relação tão obsessiva que planejam um assassinato para evitar uma possível separação.

exibição dos curtas CAIÇARA DE RAÇA e SEM VOCÊ, na abertura da sessão. Uma produção do Ponto de Cultura da Casa Azul

11 de outubro
Mostra Belas Artes apresenta LEONARDO DA VINCI
direção de Sarah Aspinall e Tim Dunn (Inglaterra – 2003 – 1h40min – livre)
DOCUMENTÁRIO

Vida e obra de um dos maiores gênios de todos os tempos.

–) exibição do curta MEUS CAMINHOS, na abertura da sessão. Uma produção do Ponto de Cultura da Casa Azul

18 de outubro
Excepcionalmente esta sessão acontecerá na SALA IPHAN, às 20 horas)

25 de outubro
Mostra ETNODOC 2009
Documentários etnográficos sobre o patrimônio cultural imaterial brasileiro (1h50m) – 4 dos 8 melhores escolhidos pelo Cineclube Paraty

  • SOLDADOS DA BORRACHA – dir. Cesar Garcia Lima, RJ
  • DONA JOVENTINA – dir. Clarisse Kubrusly, RJ
  • QUINDIM DE PESSACH – dir. Olindo Estevam, SP
  • LÁ DO LESTE – dir. Carolina Caffé, SP

–) exibição do curta JANE, UMA CAIÇARA DO SÉCULO XXI, na abertura da sessão. Uma produção do Ponto de Cultura da Casa Azul)

 

CINE + CULTURA
Sala IPHAN

Quartas-feiras às 16:00 h
entrada franca

5 de outubro
Mostra ETNODOC 2009
documentários etnográficos sobre o patrimônio cultural imaterial brasileiro (1h50m)

  • PALAVRAS SEM FRONTEIRA – dir. Luciana Hartmann, DF
  • NO RASTRO – dir. Marcus Antonio Moura Tavares, CE
  • MBARAKÁ, A PALAVRA QUE AGE – dir. Edgar Teodoro da Cunha, MS
  • HOJE TEM ALEGRIA – dir. Fabio Meira, SP

12 de outubro
Mostra ETNODOC 2009
documentários etnográficos sobre o patrimônio cultural imaterial brasileiro (1h50m)

  • AS ESCRAVAS DA MÃE DE DEUS – dir. Áurea Pinheiro e Cássia Moura, AP
  • A BOCA DO MUNDO – dir. Eliane Coster, RJ
  • SOLDADOS DA BORRACHA – dir. Cesar Garcia Lima, RJ
  • BAILE DO CARMO – dir. Shaynna Pidori, SP

28 de outubro
Sessão extra, terça-feira às 20 hs
Mostra ETNODOC 2009
documentários etnográficos sobre o patrimônio cultural imaterial brasileiro (1h50m) – 4 dos 8 melhores escolhidos pelo Cineclube Paraty

  • MBARAKÁ, A PALAVRA QUE AGE – dir. Edgar Teodoro da Cunha, MS
  • NO RASTRO – dir. Marcus Antonio Moura Tavares, CE
  • AS ESCRAVAS DA MÃE DE DEUS – dir. Áurea Pinheiro e Cássia Moura, AP
  • BAILE DO CARMO – dir. Shaynna Pidori, SP

Com a presença do autor do projeto e produtor do filme BAILE DO CARMO, Daniel Hanai, e da assistente de direção, Luana Antunes.

19 de outubro


CARTOLA – MÚSICA PARA OS OLHOS
direção de Hilton Lacerda e Lírio Ferreira (Brasil – 2006 – 1h40min – 10 anos)
DOCUMENTÁRIO

Honra àquele que, certamente, é o nosso mais importante músico de samba: Angenor de Oliveira, o Cartola. O filme não se concentra na simples biografia ou processo criativo do compositor, mas em encontrar a própria história do samba, que está entranhado na saga do Brasil, através da costura de imagens que interligam a arte do biografado ao lado de um material relacionado à cultura – clássicos do cinema brasileiro, itens de arquivo, shows filmados e depoimentos variados.

26 de outubro

LITERATURA E CINEMA (Brasil – 1h27m – 16 anos)
DOCUMENTÁRIOS.
A João Guimarães Rosa, mestre Roberto Santos enfoca o sertão eternizado pela obra do autor de "Grande Sertão: Veredas". A Moça que Dançou Depois de Morta traz a literatura de cordel transformada em cinema de animação, enquanto Biografia do Tempo promove uma mescla da obra de Santiago Alvarez e Pedro Nava. Em Françoise e Transubstancial, Luiz Vilela e Augusto dos Anjos são respectivamente celebrados por cineastas de seus estados de origem. Imensidade engendrada uma interessante experimentação sócio-poética ao fazer declamar Castro Alves em plena Praça da Sé. Em Meu nome é Paulo Lemiski, a obra do poeta paranaense serve de fonte de conflito entre pais e filhos. Trabalhos díspares que demonstram as possibilidades múltiplas da adaptação literário-cinematográfica.

28 de outubro

Cinezona (o filme será divulgado posteriormente)
Sexta-feira, 18:00 h
Sessão extra realizada em parceria com o Ponto de Cultura da Casa Azul)

http://www.cineclubeparaty.org.br
Filiado a Ascine-RJ e ao
CNC -Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s