Reinauguração da Biblioteca Casa Azul

BIBLIOTEQUE-SE!

Pés de livro cresceram na Praça do Pontal

Pés de livro cresceram na Praça do Pontal

A palavra biblioteca deveria ser um verbo, assim poderíamos bibliotecar como quem come e se veste todos os dias. Pois que bibliotecar-se é uma forma de alimentar a alma e se vestir de pleno conhecimento.

Para que tal palavra tomasse suas concretas prerrogativas dentro de toda a sua inerente complexidade, a Associação Casa Azul acaba de reinaugurar a Biblioteca Casa Azul, um lugar que convida ao momento mágico entre o leitor e o livro, possibilitando assim o ambiente perfeito para que o acaso peculiar do encontro daquele livro que tem sim o poder de mudar rumos e alinhavar horizontes aconteça.

As atividades da reinauguração foram concebidas na pracinha do Pontal e também no próprio espaço da biblioteca, tendo início às 9 horas de uma deliciosa quinta-feira de primavera, especificamente, no dia 6 outubro e perdurou até às 16 horas com muitos desejos de que a programação adentrasse pela noite.

A ordenação do espaço ficou perfeita! Tapetes e pufes dispostos tornaram o ambiente mais gostoso, lugar comum dos que se entregam à fantásticas viagens ao ouvir a contação de estórias, e muitas histórias foram contadas pelos nove mediadores, entusiasmados com tantos olhos e ouvidos atentos.

A criançada foi apresentada aos mais de 300 livros e gibis, entre eles coleções completas de Cecília Meireles, Meg Cabot, Harry Potter etc. que serviram de link para que a imaginação se materializasse com a mostra de ilustrações de castelos assombrados, heróis atrapalhados, monstros engraçadíssimos. Há boatos que até uma inacreditável princesa que soltava pum apareceu por lá!.

Em cada canto havia sim seu encanto, por exemplo, até as árvores da pracinha Vanessa Porto frutificaram livros como num passe de mágica convidando pequenos leitores a deliciosas mordidas literárias, tudo isso, é claro, sob um sol maravilhoso. E entre a ficção e a realidade, um carrinho abarrotado de deliciosas pipocas estacionado à porta da biblioteca sendo oferecida a todos!

Pés de livro cresceram na Praça do Pontal
Thêmis Corrêa presenteou os expectadores com a fábula O Velho o Menino e o Burro

Um dos destaques da reinauguração da biblioteca foram as 7 apresentações do teatro de bonecos do super Thêmis Corrêa, que, entre outras divertidíssimas estórias, presenteou os boquiabertos expectadores com a adaptação da bela fábula O Velho o Menino e o Burro.

Thêmis é um desses artistas que vai onde o povo está, levando a arte milenar dos bonecos pelas associações de bairros espalhadas entre a zona costeira e rural, numa saga de 32 anos que compreende não somente a apresentação de seus bonecos, como também a capacitação de leitores e a transmissão do conceito de sustentabilidade tendo por base a cultura caiçara, mote central da peça O Paraíso Perdido.

Os 300 convidados vieram de 08 escolas da rede municipal de Paraty.

Mas como falar da festa sem falar dos convidados? Sim, os convidados foram o ponto alto da reinauguração. Um mar de pequenos (em estatura) e grandes (em potencial) buscadores da boa leitura e entretenimento vieram de 08 escolas, num total de aproximadamente 300 alunos sendo dispostos pelos 05 pontos de mediação.

A ideia central é que o leitor é a maior causa de uma biblioteca, ela é a razão de seu existir, portanto a presença deles foi a resposta de que a história da Biblioteca Casa Azul está sendo escrita com letras de ouro. Assim ao lado de uma família de leitores, do preço do livro; a criação, ou no caso da Biblioteca Casa Azul, a sua reinauguração, cumpre um dos principais pilares para a formação do leitor, que é conceder o acesso ao livro.

A Casa Azul criou e mantém a primeira biblioteca ao público infantil e ao público infantil e juvenil, com um acervo de mais de 12 mil títulos de todos os gêneros, exemplares estes doado por editoras parceiras, assim ajuda a construir de modo perceptível a verbalização da palavra biblioteca na cabeça dos promissores leitores que a visitam.

Biblioteque-se!

Flávio Araújo

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Reinauguração da Biblioteca Casa Azul

  1. Mayla Braga disse:

    nossa, fiquei emocionada ao ler sobre a importância desta biblioteca, a força das imagens, tudo, tudo de muito bom gosto! Dá vontade de ter uma biblioteca desta só pra mim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s