Laerte atrai multidão

3

Havia uma grande multidão na Casa Folha 1 para a palestra do cartunista Laerte Coutinho. Com grande esforço, conseguimos acompanhar o encontro. Laerte estava de vestido, de brinco e com maquiagem.

Na sua palestra, ele relatou que os jovens de hoje não encontram o cartum facilmente, como nos anos de 80 e 90. A tecnologia anda interferindo muito na vida atual das pessoas, em especial dos jovens e adolescentes.

Ele fez um protesto contra a violência gay e citou projeto de lei da “cura-gay”.
Hoje em dia ainda existe muita descriminação mas bem menos que antigamente. No meio de sua palestra, um homem perguntou se a tecnologia ajuda mais do que a moda antiga, do lápis e borracha? Para ele, a tecnologia o ajuda, no entanto ele ainda prefere a moda antiga do lápis e borracha, porque consegue descobrir cores diferentes.

Uma da suas obras prediletas era a Lola, um quadrinho infantil que ele ama muito. Mas também gosta de escrever história sem noção.

Por outro lado, uma personagem que ele “adotou” também foi a Suriá. “Não gosto muito porque foi um quadrinho meio que encomendado.” Ele relatou que não gosta de quadrinhos assim presos, gosta de coisas livres, como seus próprios cartuns.

Detalhe: Laerte não gosta de comprar sapatos e raramente compra. A menos que os sapatos o agradem de dentro para fora.

Texto: Suleni Freire de Souza, 13 anos, e Emilly Generoso Mariano, de 15

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s