Guazzelli desenhou até o parto do filho

“Grafite, quadrinhos e afins” foi o tema da primeira mesa da FlipZona do dia, com Eloar Guazzelli e Meton Joffily. Foi um bate papo muito legal e divertido.

Meton é ilustrador e animador, já teve suas animações traduzidas para mais de dez línguas incluindo, Italiano, Francês. Também foi publicado em Portugal.

Guazzelli nos contou que desenhou os momentos mais marcantes da vida dele, incluindo sua lua de mel e o parto d0 filho. Veja abaixo a entrevista com Guazzelli.

O que você tem a nos dizer sobre você. Quem é Guazzelli?
Guazzelli: Eu sou um sujeito que ama desenhar. Desenho em diversas plataformas, para cinema, para literatura infantil, para adulto, história em quadrinhos, humor, charge e Cartum. Participei de vários festivais. Não chega a ser uma profissão, mas eu ganhei até prêmios! Então é uma coisa que eu gosto de fazer. Eu gosto de fazer cartum sem palavras, sou basicamente um desenhista. Sou formado em artes plásticas, que é um nome muito pomposo. Na verdade sou bacharel em desenho, sou professor, mas isso pode não ser nada, porque pode ser ruim em várias coisas.

E sua vida fora do desenho?
Guazzelli: Sim e não. Ainda bem que eu tenho uma vida, eu tenho uma mulher, dois filhos, sou uma pessoa que age politicamente, vive. Mas nunca consigo separar do desenho. Por exemplo; eu tenho um bloco de desenho onde eu desenho meu filho, estou desenhando eles crescendo. A minha filha quando nasceu, eu fui desenhando ela bebê e fui acompanhando. E agora eu desenho junto com ela. Eu tive a maior alegria porque há dois dias meu filho me pediu uma folha pra desenhar. E eu disse, “nossa vamos lá, vamos desenhar, está ficando legal”. Evidentemente que eu tenho uma vida que não passa pela minha profissão. mas é diferente da vida das maioria das pessoas. Quando estou de férias eu continuo desenhando, mas ai eu não tenho compromisso, não tenho cliente. E também tem outro lado. Tem gente que pensa que é só alegria, mas tem cliente chato, que não entende teu desenho, tem pessoas que não valorizam seu desenho. Às vezes não te valorizam não só pelo valor simbólico dele, mas pagam mal pelo seu desenho.

Por que você começou a namorar só aos 15 anos?
Guazzelli: Porque, como vocês notaram, eu era meio maluco e naquela época as meninas eram bobas e não sabiam que os meninos malucos eram os mais legais. Mas depois isso foi consertado e namorei bastante. Estou com minha mulher aqui, acho que ela gosta de mim.

E você mencionou o socialismo. Você é socialista?
Guazzelli: A única coisa que eu acho que posso dizer é que eu acho a ideia do socialismo muito boa, mas como todas as ideias muito boas, a sociedade tem um perigo muito grande. Mas acho o socialimos uma ideia libertária.

E qual é seu sonho?
Guazzelli: O sonho de todo desenhista é ter um reconhecimento e o reconhecimento não é exatamente o sucesso fácil. Por exemplo, já estou realizando parte do meu sonho, que é estar viajando pelo meu trabalho, aproveitando um dia lindo como este.

Texto: Daniela Marsico, de 12, e Aline de Oliveira, de 14

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Guazzelli desenhou até o parto do filho

  1. Marcella Vieira disse:

    Essa palestra foi simplesmente maravilhosa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s