Flip provoca encontro de culturas e pessoas

A Flip não é só um evento literário, mas também um encontro de diversas culturas e pessoas. Nesse contexto, a FlipZona entrevistou algumas pessoas de lugares diferentes, como a Ive Seixas – que vem pela primeira vez a Paraty.

ive

‘Andorinha só’: é o trabalho musical que Ive apresenta em Paraty

 

Ela está muito ansiosa para a Flip e aproveita para divulgar um pouco do seu trabalho musical, chamado Andorinha Só. A moça, que veio de Resende, tem uma banda e já rodou diversos pontos do País. Já Zulmira Rodrigues, de 64 anos, e Hugo Allaelts, de 60, são casados e vem à Flip há 6 anos. Paulistas, eles também contaram que assistem às palestras o dia todo. “Estamos muito empolgados com o evento”, diz ele.

Os amigos Rodrigo Alonso, de 23, e Lucas Velazuez, 24, vieram direto da Argentina. Chegaram no mês passado e estão aqui desde então. “A cidade e o evento são lindo e com muitos visitantes.”

 

Aline Oliveira, de 15 anos

Daniela Marsico, de 13 anos

Rafaela Marsico, de 16 anos

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Flip provoca encontro de culturas e pessoas

  1. alinevitor@uol.com.br disse:

    TRABALHO LINDO E IMPORTANTE.GOSTO DE ACOMPANHAR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s