As provocações de Ferréz, depois de um minuto de silêncio

Por Claudia Ferraz

Com mediação de Verônica Lessa, a mesa Sociedade e Literatura lotou o auditório da Casa da Cultura de Paraty na quinta-feira da Flip. Por razões de segurança, dezenas de pessoas não puderam entrar na sala. Ao saber disso, o convidado quebrou o protocolo: em vez de começar a palestra, fez questão de descer do palco e ir ao encontro dos que ficaram lá fora. “Já lutei tanto para ter público me ouvindo falar de literatura no Capão Redondo, acho uma sacanagem que fique gente de fora”, disse ele saindo e voltando logo depois, trazendo todos para o auditório que acabou mais lotado ainda, com gente sentada no chão.

Leia mais aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s