Jessé Andarilho e Nando Cunha falam sobre periferia, literatura e arte durante bate papo

A Casa da Cultura de Paraty recebeu na manhã desta sexta-feira, 03, o bate papo “Origem periferia: um encontro sobre literatura e arte” com o escritor Jessé Andarilho e o ator Nando Cunha. Ambos do mesmo universo, ambos com a mesma vontade de fazer diferente.

Bate papo com Jessé Andarilho e Nando Cunha na Casa da Cultura

Bate papo com Jessé Andarilho e Nando Cunha na Casa da Cultura

Jessé, margilanizado, repetente, odiava ler. Esses itens parecem um prato cheio para criar um adulto sem cultura, problemático e sem estímulo de vida. Mas a história foi diferente. Jessé da Silva Dantas, hoje Jessé Andarilho é o exemplo de como a força de vontade e o desejo de fazer diferente são fundamentais para despertar nos jovens o interesse pela leitura. “As pessoas pensavam na distância de onde eu morava, eu só pensava em ter mais duas horas pra escrever”, lembra Jessé, que escreveu grande parte do livro no celular, enquanto estava dentro do trem voltando pra casa. O livro ‘Fiel’ narra o ambiente em que Jessé vivia e as histórias que viu sendo morador de Antares, favela da zona Oeste do Rio de Janeiro.

O escritor transformou o preconceito das pessoas em “coletividade” e acredita que para conquistar algo, o morador da periferia não deve esperar ser visto e ajudado por ninguém, ele precisa conquistar seu lugar. “As coisas que pareciam impossíveis eu nunca acreditei. Enquanto as pessoas falavam pra pra eu fazer networking, eu fiz amigos”, conta o jovem autor.

A história também foi parecida com o ator Nando Cunha. De origem pobre, teve que batalhar desde cedo, para conseguir seu espaço. “Não é mágica, você tem que se movimentar”, diz o ator, que chegou ao auge da carreira com o personagem Pescoço, na novela Salve Jorge em 2012. Durante a rodada de perguntas, Nando ressaltou que só ter talento para a interpretação não foi suficiente, foi necessária muita leitura, que foi o diferencial para sua carreira.

Duas histórias de vida com muita luta, mas também com muito sucesso, mostrando que a literatura é uma das peças fundamentais em qualquer área. Através dela se tem conhecimento e é ele que impulsiona as idéias e transforma o mundo.

Kelly Helena

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s